Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Goldman Sachs corta previsão para o PIB da China em 2013 e 2014

Para este ano, a instituição financeira prevê que o PIB chinês cresça 7,4%, em vez de 7,8% como estimado anteriormente 

Marcelo Ribeiro Silva, da Agência Estado,

24 de junho de 2013 | 09h33

LONDRES - O Goldman Sachs reduziu as estimativas para o crescimento econômico da China em 2013 e 2014, diante dos sinais cíclicos fracos e do recente aperto das condições financeiras. Para este ano, a instituição financeira prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) chinês cresça 7,4%, em vez de 7,8% como estimado anteriormente. Também houve corte na previsão para 2014, que passou de +8,4% para +7,7%.

O recente aperto no mercado interbancário enviou um forte sinal político de que o expressivo crescimento do crédito visto no início do ano provavelmente não continuará. "O aperto de liquidez é outro indicativo de que o novo governo colocou como prioridade a luta contra os problemas estruturais", disse o Goldman Sachs. "Essas políticas ajudam a promover o crescimento mais sustentável a médio prazo, mas testarão a tolerância do governo a uma desaceleração cíclica". Fonte: Dow Jones Newswires

Tudo o que sabemos sobre:
emergentesBIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.