Goodyear testa óleo de soja na composição de pneus

A fabricante de pneus norte-americana Goodyear anunciou nesta terça-feira que pesquisadores do centro de inovação da empresa descobriram que o uso de óleo de soja na fabricação de um pneu pode aumentar em 10% a vida útil do produto, além de reduzir o volume de óleo derivado de petróleo usado na produção para até sete milhões de galões por ano.

LETICIA PAKULSKI, Agencia Estado

24 de julho de 2012 | 15h31

A companhia informou ainda que testes na fábrica de pneus da Goodyear em Lawton, no Estado norte-americano de Oklahoma, mostraram que o uso de óleo de soja melhora a capacidade de mistura dos componentes. Segundo a Goodyear, os compostos de borracha feitos com óleo de soja misturam-se mais facilmente com a sílica utilizada na produção de pneus. Isso pode aumentar a eficiência da produção, reduzindo o consumo de energia e as emissões de gases de efeito estufa.

Os protótipos de pneus construídos em Lawton serão colocados à prova na área de testes da Goodyear em San Angelo, no Estado do Texas, nos próximos meses. Se o produto passar nos testes, a companhia projeta que os consumidores poderão adquirir pneus feitos com óleo de soja em 2015. O United Soybean Board (USB), organização dirigida por agricultores que supervisiona iniciativas ligadas à soja, está ajudando a financiar o projeto da Goodyear, com uma doação de US$ 500 mil.

Tudo o que sabemos sobre:
Goodyearpneusoja

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.