Google informa que seu serviço de busca na China está bloqueado

Plataforma de publicidade e outros serviços também foram parcialmente bloqueados; Gmail continua com acesso liberado

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

29 de julho de 2010 | 19h13

O Google informou, por meio de um website da companhia, que seu mecanismo de busca na Internet e sua plataforma de publicidade foram bloqueados na China e que outros serviços - como o de busca de imagens e de notícias - tornaram-se parcialmente inacessíveis no país. A plataforma de e-mail do Google, o Gmail, continua com o acesso liberado.

As informações estão disponíveis no site www.google.com/prc/report.html, do próprio Google, que resume as condições de acesso aos serviços da companhia na China.

O bloqueio aparentemente é a primeira interrupção significativa no acesso aos sites do Google desde que a empresa obteve a renovação da licença para continuar operando na China. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
GoogleChinaacessocensura

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.