Google vai instalar cabo submarino dos EUA e Brasil para melhorar internet

Investimento de US$ 400 milhões será feito em parceria com empresas da América Larina e começa a dar resultados em 2016

Reuters

10 de outubro de 2014 | 09h13

 MONTEVIDÉU - O Google investirá 400 milhões de dólares com empresas latino-americanas para construir um cabo de fibra óptica submarino entre os Estados Unidos e o Brasil para aumentar a qualidade do acesso à internet na região, disse o governo do Uruguai nesta sexta-feira.

A obra, que estará operando no final de 2016, aumentará a largura de banda para 64 terabits por segundo, respondendo às demandas de modernização tecnológica na América Latina, onde o número de 300 milhões de usuários está crescendo rapidamente.

"Este investimento faz parte de um esforço conjunto para construir a malha da internet, preparando nosso país e a região para o aumento da demanda", disse o governo uruguaio em comunicado.

O projeto também envolveu a Algar Telecom Brasil, a estatal uruguaia Antel e o operador internacional Angola Cables.

A empresa TE Connectivity SubCom implantará o projeto, que ligará Boca Raton, na Flórida, a Santos e Fortaleza, no Brasil, por meio de um cabo de 10.556 quilômetros, disse o comunicado.

 Vídeo mostra como são instalados os cabos submarinos:

Mais conteúdo sobre:
GoogleInternet

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.