Governo anuncia nesta terça medidas de apoio à comercialização do arroz

Medidas de apoio beneficiarão produtores rurais dos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina; governo deve tirar do mercado pelo menos 3 milhões de toneladas de arroz

Agência Estado,

19 de março de 2012 | 19h19

BRASÍLIA - O Ministério da Agricultura anuncia na próxima terça-feira, 20,  pacote com medidas de apoio à comercialização do arroz. Os instrumentos Aquisições do Governo Federal (AGF) e leilões de opção, de Escoamento do Produto (PEP) e de Equalização de Preços ao Produtor (Pepro) irão beneficiar produtores rurais dos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Pelas contas do deputado Luiz Carlos Heinze (PP/RS), o governo deve tirar do mercado pelo menos 3 milhões de toneladas de arroz por meio dos instrumentos e apoio à comercialização. Ele diz que o governo não deve atender o pleito dos produtores de aumento de 10% no valor de referência do produto, que passaria dos atuais R$ 25,80 para próximo de R$ 29,00.

Colheita

Segundo a Emater/RS, na semana passada o preço do arroz registrou leve alta no mercado gaúcho (+0,50%) para R$ 25,95 a saca de 50 quilos. A empresa estima que a colheita na semana passada atingiu 20% da área cultivada no Rio Grande do Sul, abaixo dos 30% observados na safra passada e aos 26% da média dos últimos cinco anos. A Emater/RS prevê que os trabalhos devem acelerar nos próximos dias, se as condições meteorológicas permitirem, pois 38% das lavouras já se encontram em ponto de colheita.

Tudo o que sabemos sobre:
Agronegócioarroz

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.