Governo anuncia R$ 1 bi para áreas de risco

Desse total, R$ 500 milhões serão destinados a 99 municípios que o governo priorizou, porque já detectou que estão com problemas

Tânia Monteiro e Karla Mendes, da Agência Estado,

20 de janeiro de 2011 | 15h02

A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, anunciou hoje a liberação de R$ 1 bilhão para a solução de problemas nas encostas e remoção de moradores das áreas consideradas de risco em todo o País. Desse total, R$ 500 milhões serão destinados a 99 municípios que o governo priorizou, porque já detectou que estão com problemas.

Desses R$ 500 milhões, R$ 100 milhões irão para o Rio de Janeiro, que sofreu a maior tragédia, com mais de 700 mortes. A ministra informou também que outros R$ 10 bilhões serão destinados às obras de drenagem para evitar problemas de enchentes nas regiões metropolitanas.

Segundo a ministra, o objetivo do governo é priorizar a execução de obras que possam ser realizadas no período das secas, para evitar novas tragédias nas próximas chuvas de verão. "Pedimos que acelerem os projetos para execução a partir de agora e na seca, para estarem prontos até o próximo verão", completou.

A ministra do Planejamento disse que a presidente Dilma Rousseff reiterou a intenção de criar a Secretaria de Portos, vinculada à Presidência, mas ressalvou que isso será feito "no momento adequado". Míriam informou que as obras para Copa do Mundo e Olimpíada seguirão o mesmo procedimento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), só que estarão sendo executadas por Estados e municípios e monitoradas pelo governo federal. Ela explicou que, conforme surgirem problemas, os Estados e municípios devem se reunir com o governo federal para solucioná-los.

Tudo o que sabemos sobre:
MiriamPACrecursosencostaschuvas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.