Governo da África do Sul avalia participação em produção de aço

A África do Sul pode voltar para a indústria de produção de aço por meio da criação de uma companhia estatal ou via sociedade com o setor privado, afirmou nesta quarta-feira o jornal Business Report.

REUTERS

23 de novembro de 2011 | 08h57

O jornal citou o ministro de Companhias Públicas, Malusi Gigaba, para quem a decisão da África do Sul de vender a Iscor, estatal de aço que se dividiu no que é hoje ArcelorMittal South Africa e Kumba Iron Ore, foi mal avaliada.

"Foi um erro a África do Sul vender a Iscor", afirmou o ministro ao jornal.

Gigaba disse que o Estado precisava ter um "papel de liderança" no desenvolvimento, mas que a volta ao setor de aço poderia ser em parceria com o setor privado.

O ministro mostrou preocupação com o preço do aço porque o país quer aumentar a rede de ferrovias e a circulação de bens.

A maior economia da África e um grande exportador de minério de ferro quer abaixar os preços domésticos de aço, o que vê como vital para as novas indústrias e a criação de emprego.

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIAAFRICADOSULPRODUCAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.