Governo do Rio exige R$65 mi em condicionantes para Porto do Açu

O governo do Estado do Rio de Janeiro anunciou que vai conceder nesta quarta-feira a licença ambiental para a construção do complexo do Porto do Açu, do empresário Eike Batista, que inclui a construção de porto, estaleiro, usina térmica a gás natural, entre outros empreendimentos previstos.

REUTERS

23 de fevereiro de 2011 | 10h49

O governo exigiu em contrapartida condicionantes no valor de 65 milhões de reais, que será rateado entre os investidores do complexo.

O complexo industrial do Porto do Açu já conta com parcerias de empresas como a japonesa Hyundai, que terá participação no estaleiro, da chinesa Wuhan Iron and Steel (Wisco), que pretende construir uma siderúrgica, entre outras.

"Além da compensação ambiental para investimentos em unidade de conservação, haverá uma substancial compensação para saneamento e também a obrigação de se investir na preservação da biodiversidade da região", explicou a secretaria estadual do Ambiente nesta quarta-feira em seu site.

(Por Denise Luna)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAPORTOEIKE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.