Governo e centrais sindicais criam Grupo de Trabalho para desoneração da folha

GT será formado pelo governo e dois representantes de cada uma das centrais sindicais

Célia Froufe e Eduardo Rodrigues, da Agência Estado,

25 de maio de 2011 | 20h10

As centrais sindicais e a equipe do Ministério da Fazenda vão formar um grupo de trabalho para discutir as propostas de desoneração da folha de pagamento. A informação foi passada nesta quarta-feira, 25, pelo deputado federal Assis Melo (PCdoB/RS), que também participou hoje da reunião entre centrais sindicais e o ministro da Fazenda, Guido Mantega. Melo representa a Central de Trabalhadores do Brasil (CTB). Segundo ele, a reunião ainda prossegue.

O deputado explicou que não ficou definido o prazo para a conclusão das discussões do GT, que será formado pelo governo e dois representantes de cada uma das centrais sindicais. Não se sabe ainda se haverá representação patronal nesse grupo.

Melo disse ainda que não há uma proposta única dos representantes dos trabalhadores. Para o governo, o melhor seria reduzir a carga incidente sobre a folha de pagamento de 20% para 14%. Ao chegar para a reunião, o deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT/SP), o Paulinho, disse que gostaria de ver uma desoneração maior, para 10%.

Durante o encontro, Mantega fez uma exposição sobre a situação econômica do País para os sindicalistas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.