Governo envia missão aos EUA para negociar mercado à carne bovina

Brasília, 23 - Depois do pedido feito ontem pelo Itamaraty para que os Estados Unidos concluam rapidamente o processo de abertura do mercado americano para carne bovina in natura e resfriada do Brasil, o assunto voltará a ser discutido na próxima semana, desta vez em Washington. Entre os dias 26 e 30 de setembro, missão do governo brasileiro, liderada pelo secretário executivo do Ministério da Agricultura, José Amauri Dimarzio, estará nos Estados Unidos. As reuniões serão entre os integrantes do Comitê Consultivo Agrícola (CCA), que reúne representantes do governo dos dois países, na sede do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). O grupo se encontrou, pela última vez, entre os dias 15 e 18 de março deste ano, em Brasília. Além de ter detalhes sobre a análise de risco feita pelo governo americano para a carne bovina brasileira, o grupo deve tratar do reconhecimento de áreas livres da peste suína clássica. O Brasil vai apresentar pedido formal para o reconhecimento. Ainda sobre carnes, a missão brasileira pedirá a abertura do mercado americano para o frango, autorização que depende de análise de risco. Também estão na pauta as exportações de manga e mamão do Brasil para os Estados Unidos. Além disso, será discutida a revisão dos requisitos fitossanitários para exportação de trigo americano para o Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.