Governo espera bom ágio em leilão de aeroportos

O governo espera um bom ágio na disputa pelas concessões dos aeroportos de Guarulhos (SP), Viracopos (SP) e Brasília (DF), disse nesta quinta o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt.

LEONARDO GOY, REUTERS

20 de outubro de 2011 | 15h02

Ao falar sobre os lances mínimos definidos em edital para os aeroportos, Bittencourt disse que espera mais.

"Esses valores esperamos que sejam muito maiores, como tivemos em São Gonçalo do Amarante", disse, fazendo referência ao ágio de quase 230 por cento obtido pelo governo, em agosto, na concessão do aeroporto no Rio Grande do Norte, o primeiro para a iniciativa privada.

O governo estabeleceu os preços mínimos de 2,3 bilhões de reais para o aeroporto de Guarulhos, 521 milhões de reais para Viracopos e 75 milhões de reais para Brasília.

Bittencourt participou nesta quinta-feira de teleconferência com jornalistas e analistas internacionais.

O evento, porém, contou com poucos representantes de instituições financeiras. Segundo a organização da reunião, de 17 participantes apenas cinco eram analistas e os demais jornalistas de agências e veículos de comunicação internacionais.

Apenas uma analista, do Merrill Lynch, fez perguntas durante a teleconferência.

INFRAERO FORTALECIDA

Bittencourt disse que a participação da Infraero nas concessões, com fatia de 49 por cento, fortalece a situação financeira da empresa em uma eventual abertura de capital (IPO, na sigla em inglês), mas disse que ainda não há uma definição sobre isso.

"Neste momento, estamos investindo em um processo de concessão, que ela (Infraero) será sócia com 49 por cento e, portanto, isso certamente será um ativo que vai aumentar a atratividade da Infraero em uma eventual, futura, possível abertura de capital. Mas isso não é uma agenda agora."

O ministro afirmou também que os investimentos na ampliação dos três aeroportos vai estimular a entrada de novas companhias aéreas no mercado brasileiro, "e aumentará a competição entre as companhias aéreas".

Questionado por um dos jornalistas sobre a data do leilão dos aeroportos --previsto para 22 de dezembro--, Bittencourt limitou-se a dizer que o atual cronograma está mantido.

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASAEROPORTOSCONCESSOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.