Governo recebe comunicado da GM sobre PDV, diz fonte

A General Motors do Brasil comunicou o Ministério da Fazenda sobre a decisão de abrir um programa de demissão voluntária (PDV) na fábrica de São José dos Campos (SP), no interior de São Paulo. Conforme a informação de uma fonte do governo, a montadora explicou que está havendo uma transferência de produção para outras cidades e que a essa mudança não significará uma redução do nível de emprego do grupo no Brasil.

RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

06 de junho de 2012 | 19h37

A informação recebida pelo Ministério da Fazenda é que o patamar de emprego pode ficar, inclusive, ligeiramente acima do atual. Segundo a Fazenda, não há notícias de descumprimento do acordo firmado com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) de manutenção dos postos de trabalho em troca da redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados).

De acordo com a fonte, o ministério continua monitorando o caso e, se houver sinais de descumprimento do acordo, providências serão tomadas, inclusive com a possibilidade de recompor as alíquotas de IPI para as empresas que demitirem.

Tudo o que sabemos sobre:
automóveisGMPDV

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.