Graça: alta de produção com picos e descidas não é bom

A presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, afirmou nesta quinta-feira que a empresa trabalha para um crescimento sustentável da produção. Segundo ela, a queda de produção que a companhia tem registrado, inclusive no terceiro trimestre, foi programada, com exceção do Campo de Frade.

SABRINA VALLE, Agencia Estado

20 de setembro de 2012 | 17h01

"É crescer e sustentar a produção. Crescimento cheio de picos e descidas não é bom", disse, ao chegar na feira Rio Oil & Gas. O Campo de Frade, operado pela Chevron, interrompeu a produção após vazamento. Os demais pararam para manutenção programada. A Petrobras voltará a "seguir seu planejamento" no quarto trimestre, disse.

"Planejamos parar e estamos parando. Conseguimos não ter paradas maiores do que as programadas".

Tudo o que sabemos sobre:
PetrobrasproduçãoGraça

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.