Grãos: UE poderá oferecer subsídios para exportação em 2005

São Paulo, 10 - A União Européia (UE) está considerando a possibilidade de oferecer subsídios para a exportação de grãos da safra 2004/05 devido a estimativa de aumento da produção de cereais do bloco, informaram fontes do mercado. Eles observam, no entanto, que a decisão deverá sair em 2005, somente depois da colheita de grãos do bloco europeu e dos EUA. As exportações de cevada, cujos preços não são competitivos no mercado mundial, poderão receber a ajuda. O trigo tem preço competitivo e não deve precisar, dizem eles. Segundo o analista da Strategie Grains, a produção de grãos da UE deverá atingir 227 milhões de t, aumento de 21% no ano safra e de 5,7% sobre o volume colhido em 2002/03. No caso do milho, dizem as fontes, também será considerado o tamanho da safra mundial, cuja a estimativa de aumento da produção pressiona as cotações no mercado internacional, poderá receber subsídios se os preços da commodity na Hungria, segundo maior exportador, não atingirem o preço mínimo de intervenção atualmente em 101,31 euros/t. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

10 de setembro de 2004 | 16h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.