Grécia deve receber parcela de € 6,5 bi em ajuda da UE hoje

Grécia precisa desses fundos adicionais para pagar cerca de 12,44 bilhões de euros em bônus da dívida que expiram em março

Danielle Chaves, da Agência Estado,

19 de janeiro de 2011 | 14h15

A Grécia espera receber nesta quarta-feira, 19, uma parcela de 6,5 bilhões de euros (US$ 8,7 bilhões) da ajuda oferecida pela União Europeia no ano passado, informou um porta-voz do Ministério de Finanças grego. O porta-voz disse também que em 24 de fevereiro terá início uma nova auditoria feita pelos credores internacionais do país.

"Nós esperamos receber da União Europeia a tranche de 6,5 bilhões de euros mais tarde hoje", disse o porta-voz. Em maio de 2010, o país endividado fechou um acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a União Europeia para ter acesso a 110 bilhões de euros em recursos emergenciais para evitar a insolvência em troca de medidas de austeridade e de reestruturação.

A Grécia recebeu 2,5 bilhões de euros do FMI em dezembro, depois que uma auditoria indicou que o país fez o progresso exigido pelo acordo. "Na próxima semana nós esperamos que chegue em Atenas uma delegação técnica do FMI, Comissão Europeia e Banco Central Europeu (BCE) para a programada auditoria sobre progresso. Mas a delegação de altas autoridades deverá chegar no começo de fevereiro", disse a fonte.

Essa será a terceira rodada de avaliações sobre o progresso da Grécia feita pelos credores internacionais do país, sem incluir as auditorias realizadas antes do acordo de maio do ano passado. Se as novas avaliações mostrarem que a Grécia progrediu conforme o prometido e se as negociações para atualizar os termos do acordo internacional forem bem sucedidas, então o país estará apto a receber outra parcela de 15 bilhões de euros em ajuda.

A Grécia precisa desses fundos adicionais para pagar cerca de 12,44 bilhões de euros em bônus da dívida que expiram em março. Até agora, excluindo a tranche que deverá ser concedida hoje, o país recebeu um total de 31,5 bilhões de euros em ajuda dos credores internacionais, dos quais 10,5 bilhões de euros foram fornecidos pelo FMI.

As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
Gréciaajuda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.