Yves Herman/Reuters
Yves Herman/Reuters

Grécia precisa de ajuda de € 55 bi, diz fonte

Valor é um pouco menos do que os números mencionados por autoridades nas últimas semanas; cúpula da UE se reúne nesta quinta para pressionar país a adotar medidas de austeridade

Reuters,

23 de junho de 2011 | 15h27

A Grécia vai precisar de 55 bilhões de euros adicionais até 2014 como parte de um segundo pacote de resgate que está sendo discutido entre financiadores internacionais, disse à Reuters uma fonte da União Europeia. 

O valor mencionado pela fonte é um pouco menos que os números mencionados por autoridades europeias nas últimas semanas.

O programa de três anos envolveria 115 bilhões de euros em novos empréstimos, além dos 57 bilhões de euros que ainda devem ser pagos sob o primeiro plano de resgate aprovado no ano passado, disse ele.

Empréstimos adicionais estão vinculados à aprovação de um plano de austeridade draconiano de cinco anos por parte das autoridades gregas na semana que vem para conquistar a liberação de 12 bilhões de dólares de ajuda da UE e do Fundo Monetário Internacional (FMI) e com isso evitar uma quebra em meados de julho.

Do total, a Grécia está comprometida em levantar 30 bilhões de euros em privatizações, e os bancos e as seguradoras do setor privado devem oferecer outros 30 bilhões de dólares numa rolagem voluntária de bônus.

"Nossa hipótese de trabalho é dividir o peso com dois terços oferecidos pela UE e um terço por financiamento do FMI", disse a fonte.

O funcionário apontou que a parte do FMI no resgate original da Grécia, negociado no ano passado, era de 30 bilhões de euros, 27% dos 110 bilhões de euros que foram destinados ao país.

Para esse segundo pacote, de acordo com a fonte, a cota do Fundo poderia ser reduzida até os 15 bilhões de euros. Isso poderia ajudar a aliviar as preocupações de membros não europeus do FMI sobre a necessidade de uma ajuda maior à Grécia, em um momento em que se têm dúvidas se o país conseguirá quitar sua dívida de 340 bilhões de euros, cerca de 150% do PIB.

Líderes da UE chegaram nesta quinta-feira, 23, à Bruxelas para pressionar a Grécia a adotar as medidas de austeridade exigidas pelo bloco e pelo FMI para que a quinta tranche de 12 bilhões de euros (que faz parte do programa de ajuda de 110 bilhões de euros, concedido no ano passado ao páis), seja liberada.

(Por Paul Taylor)

Tudo o que sabemos sobre:
greciapacoteueajudaresgatecrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.