Greve dos trabalhadores da Volks no Paraná chega ao 15º dia

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, desde o início da greve empresa deixou de produzir 8,9 mil veículos, entre os modelos Golf, Fox, Cross Fox e Fox Europa 

Anne Warth, da Agência Estado,

19 de maio de 2011 | 13h34

Os 3,1 mil trabalhadores da fábrica da Volkswagen em São José dos Pinhais (PR), região metropolitana de Curitiba, entraram hoje no 15.º dia de greve. Em assembleia realizada nesta manhã, eles decidiram manter a paralisação, iniciada no dia 5.

A Volkswagen entrou com pedido de dissídio na Justiça do Trabalho. A empresa oferece R$ 4,6 mil como primeira parcela do pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e o restante a ser negociado, conforme metas de produção. Os metalúrgicos pedem R$ 6 mil como primeira parcela e mais R$ 6 mil na segunda parcela.

A próxima assembleia dos trabalhadores será realizada na segunda-feira (23), às 14 horas. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, desde o início da greve a VW deixou de produzir 8,9 mil veículos, entre os modelos Golf, Fox, Cross Fox e Fox Europa.

Tudo o que sabemos sobre:
VolkswagengreveParanáassembleia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.