Greve em aeroportos da França tem 4º dia com atrasos e cancelamentos

O Aeroporto Saint Exupéry, de Lyon, o quarto mais movimentado da França, foi bastante atingido pela greve, com 30% de seus voos cancelados

Gabriel Bueno, da Agência Estado,

19 de dezembro de 2011 | 11h30

Passageiros enfrentam atrasos no Aeroporto Internacional Charles de Gaulle, em Paris, e cancelamentos no aeroporto de Lyon, nesta segunda-feira, por causa de uma greve de funcionários do setor de segurança que entra em seu quarto dia, durante a movimentada  temporada de feriados na França.

Uma porta-voz da Aeroports de Paris, que opera os aeroportos da capital, afirmou que os passageiros podem se preparar para atrasos no Charles de Gaulle, mas o outro grande aeroporto da cidade, Orly, operava normalmente.

O Aeroporto Saint Exupéry, de Lyon, o quarto mais movimentado da França, foi bastante atingido pela greve, com 30% de seus voos cancelados. Outros voos enfrentavam atrasos e o aeroporto advertiu que grandes bagagens, como sacos com tacos de golfe e esquis, não seriam permitidos nos postos de checagem de segurança.

A greve começou na sexta-feira, lançada por sindicatos que exigem a melhoria nas condições de trabalho e aumentos salariais. As negociações no domingo para encerrar os protestos fracassaram. As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
Françaaviação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.