Greve fará Iberia cancelar 32% dos voos no domingo

A espanhola Iberia, que faz parte da International Consolidated Airlines Group (IAG), afirmou que cancelará 91, ou 32%, de seus voos no domingo, o primeiro de dois dias de greves planejadas por pilotos.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

14 de dezembro de 2011 | 11h07

A companhia afirmou que reembolsará ou trocará os tíquetes de voos afetados pelo cancelamento. Entre seus planos de contingência, a companhia afirmou que se juntou à cadeia de hotéis Meliá para fornecer acomodação para os passageiros cujos horários de voos serão interrompidos devido à greve.

Os pilotos estão planejando paralisar suas atividades nos dias 18 de dezembro e 29 de dezembro em protesto contra os planos da IAG para estabelecer uma empresa mais eficiente em custos que será chamada de Iberia Express.

A companhia aérea ficou sob pressão de suas concorrentes de baixo custo (low-cost) e de trens de alta velocidade. A empresa tem uma estrutura de alto custo com pilotos de voos de curta distância ganhando mais que os pilotos de longa distância da empresa irmã British Airways.

A IAG, que é a terceira maior companhia aérea da Europa, depois da Air France-KLM e da Deutsche Lufthansa, foi formada através da fusão da British Airways e da Ibéria no início deste ano. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Iberiavôoscancelamentogreve

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.