Groupon quer levantar US$ 540 mi com oferta de ações

Site de compras coletivas havia adiado pedido em setembro devido à turbulência das bolsas

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

21 de outubro de 2011 | 11h14

O site de compras coletivas Groupon registrou um pedido na Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês) para realizar uma oferta de ações, no dia 4 de novembro, na bolsa Nasdaq. A empresa pretende levantar US$ 540 milhões na oferta de 30 milhões de ações, ou de aproximadamente 5% de seu capital acionário, com o preço de US$ 16 a US$ 18 por papel, de acordo com o documento. O valor exclui a opção de lote suplementar que os subscritores podem exercer. Na ponta mais alta da faixa de preço, a companhia está avaliada em US$ 11,4 bilhões, abaixo dos US$ 15 bilhões que buscou uma vez.

O pedido ocorre após o Groupon adiar seus planos em setembro devido à turbulência das bolsas e o aumento da preocupação sobre a viabilidade de seu modelo de negócios. Segundo o Wall Street Journal, a empresa planeja fazer um roadshow na próxima semana para atrair investidores. O Groupon tinha previsto originalmente um roadshow para a segunda semana de setembro, mas enfrentou a crítica de investidores sobre alguns de seus métodos contábeis, seu pesado gasto com marketing e outros fatores.

A empresa, que estava também considerando uma oferta secundária na qual seus principais acionistas poderiam vender uma parte de suas ações, deixou de lado essa opção, de acordo com uma fonte com conhecimento do assunto. Devido ao sentimento negativo em torno da companhia, seus executivos decidiram restringir a venda das ações, disse a fonte.

Segundo uma fonte, uma das razões para que a companhia tenha decidido esperar até o final do mês para remarcar o roadshow foi porque seus executivos sabiam que os resultados financeiros melhorariam e que os números do terceiro trimestre responderiam parte das críticas.

De acordo com um documento enviado à SEC, o prejuízo líquido do Groupon caiu para US$ 10,6 milhões no terceiro trimestre, de US$ 49 milhões no mesmo período do ano passado. O prejuízo operacional da companhia recuou para US$ 239 mil, de US$ 56 milhões.

Ao mesmo tempo, a receita da empresa subiu 426% no terceiro trimestre, para US$ 430,1 milhões, de US$ 81,8 milhões no mesmo período do ano passado. O Groupon reduziu a quantia que gasta com marketing para US$ 181 milhões no terceiro trimestre, de US$ 432 milhões, no primeiro semestre de 2011. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Grouponofertaações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.