Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Grupo Abril vende negócio educacional

Com a aquisição da Tarpon de mais uma fatia da empresa da família Civita, gestora tem agora mais de 40% do capital da companhia, avaliada em R$ 3,2 bi

Mônica Scaramuzzo , O Estado de S. Paulo

09 Fevereiro 2015 | 21h30

A gestora de recursos Tarpon Investimentos assumiu o controle da Abril Educação, com a aquisição de mais 20,73% do capital social da companhia. Em junho do ano passado, a gestora já tinha adquirido 19,91% do negócio que estava nas mãos do Bloco Abrilpar, que pertence à família Civita e Abrilpar Participações. A aquisição, avaliada em R$ 1,31 bilhão pela participação de 40,64% do negócio, foi feita pela Thunnus Participações, empresa detida por fundos de investimentos da Tarpon.

Por ter adquirido o controle da companhia de educação, a Thunnus tem até 30 dias após o fechamento da operação para submeter à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) uma oferta pública para aquisição de ações restantes nas mãos de outros acionistas da empresa, pelo mesmo preço pago aos controladores. Essa operação é conhecida no mercado como “tag along”. A empresa é avaliada em R$ 3,2 bilhões.

A Tarpon pagou R$ 12,33 por ação ordinária da Abril Educação, o que representa um prêmio de 21,7% sobre o valor do fechamento da ação da companhia na sexta-feira (R$ 10,13). Nesta segunda-feira, 9, as ações da companhia encerraram em alta de 18%.

A família Civita, representada pelo Bloco Abrilpar, ainda ficará com ações da companhia. Em junho passado, a família detinha 45,9% da Abril Educação.

Em comunicado ao mercado a Abril Educação informou que o executivo Eduardo Mufarej, atual vice-presidente da companhia e presidente da Tarpon, assumirá o comando da empresa. Mario Ghio, que estava no cargo, passará a diretor executivo. 

A Abril Educação implementará uma nova estrutura administrativa, contemplando duas operações: educação básica e idiomas para adultos.

Ghio responderá pelas operações de educação básica, incluindo as áreas editorial, de sistemas de ensino, de operações de escolas e Red Balloon. Já Marcelo Bruzzi ficará a cargo das operações de idiomas para adultos, com a rede Wise Up.

Com a saída da família Civita do bloco de controle da Abril Educação, a Thunnus Participações vai avaliar o destino da marca da holding. “A marca pertence à família Civita. Oportunamente, tão logo as tratativas avancem para o fechamento da operação, teremos mais visibilidade do destino que essa marca vai ter junto ao conjunto Abril Educação”, disse Guilherme Alves Mélega, vice-presidente administrativo-financeiro e diretor de relações com investidores da Abril Educação, em teleconferência com analistas nesta segunda-feira, 9.

Concentração. Para o especialista em fusões e aquisições Paulo Furquim, professor de economia e negócios do Insper, o setor de educação deverá protagonizar novos movimentos de consolidação em 2015, a despeito do cenário desalentador para a economia brasileira. Furquim, que é ex-conselheiro do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), acredita que a própria Abril Educação deverá se manter na ponta compradora.

De acordo com ele, entre 2005 e o ano passado o movimento de aquisição se concentrou em instituições de ensino superior. Os segmentos de ensino médio e de línguas deverão ser protagonistas de consolidação, sobretudo por fundos de investimentos. (Com informações da Reuters).

Mais conteúdo sobre:
Negócios Tarpon Abril Educação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.