Divulgação/Grupo Mateus
Divulgação/Grupo Mateus

Grupo Mateus acelera expansão e entra em 8 cidades em 2022

Com a alta da inflação, a empresa espera um impacto controlado nos negócios em 2022; resultados do quarto trimestre mostram que receita da companhia cresceu 22,2%

Luísa Laval, O Estado de S.Paulo

11 de março de 2022 | 12h28

O Grupo Mateus entrou em 2022 com ritmo acelerado de expansão. Em dois meses, a empresa abriu 12 lojas em oito novas cidades, incluindo dois novos Estados. "Continuaremos crescimento em todos os canais, mantendo nossa estratégia de adensamento", destacou Ilson Mateus Rodrigues, diretor-presidente da companhia, em teleconferência de resultados do quarto trimestre. 

Com o cenário macroeconômico desafiador pela alta da inflação no começo deste ano, a empresa varejista espera um impacto controlado nos negócios em 2022. "A inflação de hoje é uma interrogação, mas nos tranquilizamos porque teremos muitas lojas maturando", respondeu. "Por causa da inflação, equilibramos e fizemos uma redução significativa de estoque."

 Segundo o grupo, a performance do trimestre foi impactada principalmente pela inflação, já que adotou a estratégia de elevar sua competitividade em preços, na tentativa de preservar o crescimento de volume e o fluxo de clientes nas lojas.

Resultados do 4º trimestre

O Grupo Mateus divulgou nesta sexta-feira, 11, que teve lucro líquido de R$ 208 milhões no quarto trimestre de 2021, alta de 7,6% na comparação com o mesmo período do ano anterior. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) foi de R$ 309 milhões no período, crescimento de 6,9%. A receita líquida da companhia chegou a R$ 4,4 bilhões no último trimestre de 2021, aumento de 22,2% em relação ao período entre outubro e dezembro de 2020.

Tudo o que sabemos sobre:
Grupo Mateusvarejoempresainflação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.