Grupo Rede vê como aceitável nova proposta da Energisa

O advogado Thomas Felsberg, que representa o Grupo Rede, iniciou a terceira assembleia de credores do grupo, nesta sexta-feira, 05, informando que a nova proposta da Energisa pelo Rede é "perfeitamente aceitável". Dessa forma, a proposta também poderá ser analisada pelos credores.

ANDRÉ MAGNABOSCO, Agencia Estado

05 de julho de 2013 | 10h53

Em seguida, Felsberg propôs que a assembleia fosse suspensa temporariamente para que os credores pudessem analisar, em uma prévia informal, se a proposta da Energisa é considerada "aceitável" aos credores. Se for, ela poderá ser efetivamente votada. Do contrário, os credores analisariam apenas a proposta apresentada anteriormente pelo consórcio CPFL Energia/Equatorial.

A principal novidade da terceira assembleia dos credores do Grupo Rede é uma nova proposta da Energisa, apresentada formalmente na manhã de ontem. A proposta elimina a exigência de um novo financiamento junto a credores do próprio Rede, citada na assembleia realizada na quarta-feira passada.

Concluída a fala de Felsberg, advogados que representam o consórcio CPFL/Equatorial e a Energisa fazem um breve discurso sobre cada proposta antes de os credores se posicionarem a respeito da sugestão de Felsberg de suspensão temporária da assembleia.

Tudo o que sabemos sobre:
RedeEnergisa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.