Grupo Ser Educacional estreia na bolsa

O fundador do Grupo Ser Educacional, Janguiê Diniz, afirma que a companhia ainda tem muito potencial para ser explorado. "Não pensamos em parar, acreditamos que poderemos crescer muito mais. A partir de hoje, iniciaremos uma nova fase de crescimento sustentável", disse o executivo nesta terça-feira, 29, durante cerimônia na Bolsa.

GABRIELA FORLIN, Agencia Estado

29 de outubro de 2013 | 16h53

As ações do Grupo Ser Educacional estrearam na BM&FBovespa nesta terça-feira. Há instantes, operavam em queda de 1,71%, cotadas a R$ 17,19.

Para Cristiana Pereira, diretora de Desenvolvimento de Empresas da Bolsa, o ingresso do Grupo Ser Educacional no mercado de capitais mostra o a visão inovadora da companhia, visto que elegeram este meio como essencial para financiar seus projetos. "O grupo é agora mais uma alternativa do setor de Educação na Bolsa. É a primeira empresa pernambucana no Novo Mercado e a oitava nordestina a integrar o segmento especial de listagem. Esperamos que sirva de inspiração para outras companhias do Nordeste", disse.

O fundador da empresa educacional ressaltou também que o Ser está em todas as capitais do Nordeste e em duas do Norte, e comentou que a história da companhia começou há dez anos, com cursos jurídicos ministrados por ele mesmo. Em 30 de junho de 2013, a rede era composta de 23 unidades e 76 mil alunos matriculados, número que sobe para 91 mil com os do Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego).

O Grupo Ser Educacional, holding controladora das Faculdades Maurício de Nassau (Uninassau) e Joaquim Nabuco, entre outras instituições de ensino, captou até R$ 619,428 milhões com a oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). Os papéis foram precificadas em R$ 17,50, abaixo da faixa inicialmente proposta (R$ 19,50 a R$ 23,50).

Tudo o que sabemos sobre:
Ser EducacionalBolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.