Oxiteno/Divulgação
Oxiteno/Divulgação

Grupo Ultra vende indústria química Oxiteno a empresa tailandesa por US$ 1,3 bilhão

Negócio faz parte de revisão do portfólio da dona dos postos Ipiranga, que já resultou também na venda da Extrafarma e da ConectCar

Wagner Gomes e Beth Moreira, O Estado de S.Paulo

16 de agosto de 2021 | 09h34

O Grupo Ultra confirmou nesta segunda-feira, 16, a venda da Oxiteno para a tailandesa Indorama Ventures por US$ 1,3 bilhão (cerca de R$ 6,8 bilhões). A operação ajudará a companhia, dona da rede de postos Ipiranga, a concentrar seus negócios no setor de óleo e gás. Essa era considerada a última etapa em um longo processo de vendas de ativos pelo Ultra, que incluiu também a rede de farmácias Extrafarma, o negócio de pagamentos eletrônicos ConectCar, mais conhecida pelas “tags” de pedágio. 

“Essa transação conclui uma etapa importante no processo de reorientação estratégica de nossos investimentos, permitindo que o grupo se concentre no fortalecimento contínuo de seus negócios principais, com um portfólio mais complementar e sinérgico nos setores em que temos conhecimento e vantagens competitivas”, disse Frederico Curado, diretor-presidente do Grupo Ultra, em comunicado.

No caso da Oxiteno, a venda vinha sendo discutida desde o fim do ano passado, quando a Ultrapar começou a avaliar o apetite do mercado pelo ativo. Mas somente em junho deste ano a companhia informou que estava em uma negociação exclusiva com a Indorama.

Dentro da revisão de seu portfólio, a Ultrapar vendeu, em maio deste ano, a rede de farmácias Extrafarma para a concorrente Pague Menos, por R$ 700 milhões – valor abaixo do R$ 1 bilhão que havia sido pago pela rede, em 2013. Também no segundo trimestre, a companhia se desfez da parcela de 50% na ConectCar. A fatia foi vendida para a Portoseg por R$ 165 milhões.

Novas estruturas

Agora, além da Oxiteno, o Grupo Ultra segue dono dos postos Ipiranga, da Ultragaz e da Ultracargo. Já a Indorama – empresa listada na Bolsa que tem forte atuação no setor petroquímico na região Ásia-Pacífico –, com tem presença no Brasil: opera, em Pernambuco, onde tem uma fábrica no complexo portuário de Suape para a produção de resina PET.

A Indorama cresce muito no País com a Oxiteno. Fundada em 1973, em São Paulo, a Oxiteno está presente em oito países das Américas, Europa e Ásia. No Brasil, tem 11 unidades industriais, além de centros de pesquisa e desenvolvimento. Suas fábricas ficam nas seguintes localidades:  Suzano (SP), Tremembé (SP), Triunfo (RS) e no Polo Petroquímico de Mauá (SP) e Camaçari (BA).   

Em seu mais recente relatório de resultados, a Ultrapar informou que o volume total de vendas da Oxiteno apresentou aumento de 15% em relação ao segundo trimestre de 2020. Houve crescimento de 15% em especialidades químicas, impulsionado por maiores vendas principalmente nos segmentos de tintas e vernizes e de agroquímicos.

No processo de venda que se arrastou por mês, saíram da disputa o fundo de private equity (que compra participação de empresas) Advent e a fabricante norte-americana de produtos químicos Stepan. A brasileira Unipar, vista como candidata a compra, nem chegou a passar para a segunda etapa no processo de venda. 

Tudo o que sabemos sobre:
Grupo UltraOxitenoExtrafarma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.