Grupos de mídia formam aliança publicitária digital

'The Guardian', 'CNN', 'Reuters', 'Financial Times' e 'The Economist' se unem para combater concentração de investimentos no Google

O Estado de S. Paulo

20 de março de 2015 | 00h17

O jornal The Guardian anunciou nesta quinta-feira uma parceria com a rede americana CNN, a agência Reuters, o Financial Times e a revista semanal The Economist para criar uma plataforma unificada de publicidade digital que dará aos anunciantes acesso a um público de quase 110 milhões de usuários. 

Batizada de 'Pangaea' - uma referência ao supercontinente que unia todos as parcelas de terra do planeta há milhões de anos - a união tem como objetivo atrair parte do investimento publicitário digital que hoje está concentrado com Google e algumas redes sociais e surge num momento em que grupos de mídia tentam aumentar o retorno obtido com a publicidade digital. 

"Em um mundo cada vez mais complexo e interconectado, a 'Pangaea' oferecerá aos anunciantes uma solução única para aumentar sua influência e introduzí-los em um mercado cada vez mais fragmentado", afirmou o principal responsável pelo projeto, Tim Gentry, diretor comercial do Guardian News & Media. O grupo garante que os anúncios vão aparecer ao lado de conteúdo de qualidade. 

A nova plataforma começa a funcionar, ainda em caráter de teste, no mês que vem, oferecendo "soluções publicitárias automatizadas", ou "programáticas", compatíveis com a atual oferta de espaços para anunciantes nesses meios.  

Os cinco veículos que participam da Pangaea destacam que a iniciativa vai atrair principalmente companhias que procuram ter acesso a uma audiência qualificada e ressaltam que um em cada quatro dos seus usuários se encontra nas classes de maior poder aquisitivo. Outros potenciais novos integrantes estão negociando participação na parceria.

A plataforma conta com leitores e espectadores na América do Norte, Europa, Oriente Médio e Ásia, o que os integrantes da aliança acreditam ser uma solução perfeita para campanhas mundiais.

Mais fortes. "A Pangaea é uma iniciativa que fortalece a oferta das publicações de alta qualidade, já que garante para a publicidade uma plataforma na qual se pode confiar", disse o diretor de vendas do britânico Financial Times, Dominic Good.

A diretora comercial global da Reuters Consumer Media, Shane Cuningham, disse, por sua vez, que, em um mercado no qual a automatização da publicidade é cada vez maior, a "confiança" que os meios tradicionais oferecem é um dos valores que os anunciantes mais apreciam. 

A plataforma unificada será lançada por meio da Rubicon Project, empresa de tecnologia Los Angeles que detém uma plataforma que facilita a gestão dos anúncios na internet. / COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Tudo o que sabemos sobre:
mídiajornalismoeconomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.