Guaraná Antártica/Facebook
Guaraná Antártica/Facebook

Guaraná Antártica provoca Fanta Guaraná e anuncia versão laranja

Marca da Ambev ironizou lançamento de produto da Coca-Cola, mas não deve colocar novo sabor na prateleira

Malena Oliveira, O Estado de S.Paulo

27 Julho 2017 | 13h20

O Guaraná Antártica anunciou em uma rede social nesta quarta-feira, 26, o lançamento do sabor laranja da bebida. O anúncio acontece logo depois do lançamento da Fanta Guaraná, marca da rival Coca-Cola, que chegou às prateleiras no fim do mês passado.

A ação foi feita apenas na internet, segundo a assessoria da marca. "Vem aí um novo Guaraná! Não, pera!", diz a mensagem postada na página do Facebook do Guaraná Antártica.

A marca da Ambev informou que não tem a intenção de lançar um novo sabor de seu produto e que a ação se restringiu ao universo digital. Em nota, afirmou ser "conhecido por seu bom humor nas campanhas e nas redes sociais".

"O Guaraná Laranja trata-se de uma brincadeira que despertou uma interação positiva com os fãs da marca no Facebook e a companhia não pretende lançá-lo no mercado", diz o texto. 

+ Coca-Cola lança Fanta Guaraná e briga por liderança com a Ambev

Por enquanto, a Ambev segue penalizada pelo cenário econômico no Brasil. Segundo o próprio balanço financeiro da fabricante de bebidas, a companhia perdeu receita no País no segundo trimestre com a queda na venda de cerveja e de refrigerantes. 

Apenas as marcas de cerveja artesanal da Ambev tiveram um desempenho positivo entre abril e junho de 2017 na comparação com o mesmo período do ano passado.

+ Consumo de cerveja cai no Brasil e Ambev vende menos no 2º trimestre

Os números do segundo trimestre da rival Coca-Cola Femsa mostram um "Brasil encorajador", segundo o relatório da maior engarrafadora da marca divulgado no início da semana. 

“Diante de um complicado cenário de consumo, nossa divisão na América do Sul, impulsionada principalmente por um Brasil encorajador, expandiu margens graças ao nosso foco em eficiência e aos ótimos resultados de nossas iniciativas comerciais e de preços acessíveis”, escreveu a companhia.

No segundo trimestre, a Coca-Cola Femsa registrou um crescimento de 32,1% na receita líquida do Brasil na comparação com o mesmo período do ano passado, resultado que somou R$ 2,184 bilhões no período de abril a junho. Houve aumento nas vendas de água e refrigerantes, mas queda no segmento de sucos.

Mais conteúdo sobre:
GuaranáAmbev

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.