Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

‘Há muito dinheiro na poupança ainda ou em fundos com taxas altas', diz presidente da Órama

Habib Nascif Neto aposta no modelo 'white label' para alavancar os negócios da companhia, que prevê um IPO nos próximos anos

Entrevista com

Habib Nascif Neto, presidente da Órama

Fernanda Guimarães, O Estado de S.Paulo

19 de julho de 2021 | 05h00

Em um mercado em plena efervescência e com uma briga crescente por escritórios de agentes autônomos encabeçada principalmente pela XP e pelo BTG Pactual, a Órama Investimentos vem nadando em outra raia na disputa pelos investimentos dos brasileiros. Sua escolha tem sido de se colocar como um parceiro tecnológico para empresas, como os próprios escritórios de agentes, que optem por disponibilizar diretamente ofertas de investimentos aos seus clientes. 

A aposta é em um modelo “white label”, que é aquele em que a plataforma é totalmente customizada para o parceiro. Está na mesa, conta o cofundador e presidente da Órama, Habib Nascif Neto, um acordo para que a mesma plataforma seja adotada agora por empresas de outros setores, que podem ser marketplaces de varejistas, afirma. 

Como o senhor analisa o crescimento atual do mercado de investimento?

O brasileiro tem ainda muito dinheiro na poupança ou em bancos, em fundos com altas taxas de administração. Tivemos uma junção de fatores importantes, como o juro baixo. Mesmo que suba, será infinitamente menor do que estávamos acostumados. Há um poder de transformação muito grande e aliado a isso uma busca de ofertas de mais conteúdo e informação, que é algo que antes as pessoas não tinham. Fora isso, as pessoas começaram a ficar mais plugadas e a usar smartphones. Existe muito espaço para crescimento.

Como vocês estão atuando no cenário de competição entre plataformas?

Criamos um modelo diferente, em 2015. Com o modelo ‘white label’, a plataforma da Órama se transforma no sistema dos agentes autônomos. Eles mantêm a sua identidade visual. Fazemos isso para o gestor de investimento e para os escritórios. Um outro serviço é um que a Órama permite que marketplaces e clientes com grande base de clientes, como varejistas, possam oferecer oportunidades de crescimento dentro de suas plataformas, mas isso depende da regulação para cada segmento. Estamos com quatro NDAs (non-disclosure agreement, ou acordo de não divulgação, em tradução livre) assinados. 

Há chance de uma abertura de capital?

Neste exato momento não estamos olhando. Analisamos uma nova rodada de captação para alavancar a contratação de pessoas, marketing e tecnologia para nos fortalecermos ainda mais para um futuro IPO (sigla em inglês para oferta inicial de ações). Seria uma rodada pré-IPO.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.