Há uma série de fatores pesando no mercado de moradia, diz Bernanke

Segundo presidente do Fed, desemprego é um dos fatores que pesa negativamente sobre a disposição dos indivíduos para contrair empréstimos imobiliários

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

22 de junho de 2011 | 17h02

O presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, disse durante uma entrevista coletiva nesta quarta-feira, 22, que o banco central trabalhou muito para tentar melhorar as condições do mercado de habitação, ainda que o setor em geral continue fraco. "Há alguns fatores de fundamento desacelerando o mercado de moradia", disse Bernanke.

Embora a segunda rodada de compras de ativos do Fed tenha ajudado a reduzir as taxas de juro das hipotecas, os padrões de crédito ficaram "consideravelmente" mais rigorosos depois da crise financeira, o que impediu as pessoas com crédito fraco de obter financiamento, afirmou o presidente do Fed.

Ele acrescentou que o desemprego também pesa negativamente sobre a disposição dos indivíduos para contrair empréstimos imobiliários.

Bernanke disse também que os bancos deveriam se esforçar "quando fosse apropriado" para modificar hipotecas cujo valor do imóvel ficou menor do que o valor do empréstimo. Se isso for impossível, os bancos deveriam pedir a execução da hipoteca "para deixar o mercado mais limpo, permitindo que as pessoas operem com mais confiança" na estabilidade dos preços. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
fedben bernankeentrevista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.