Home Depot tem lucro maior que esperado com corte de despesas

A Home Depot anunciou nesta terça-feira lucro trimestral maior que o esperado, apoiada em redução de custos que minimizou parcialmente fraqueza nas vendas. A companhia ainda elevou sua projeção de lucro para ano.

REUTERS

18 de agosto de 2009 | 10h12

O lucro líquido caiu para 1,1 bilhão de dólares, ou 0,66 dólar por ação, no segundo trimestre encerrado em 2 de agosto, contra 1,2 bilhão de dólares, ou 0,71 dólar por ação, no mesmo período um ano antes. As vendas desabaram 9,1 por cento, para 19,1 bilhões de dólares.

O colapso do mercado imobiliário norte-americano e a recessão reduziram a demanda por grandes reformas, que nos últimos anos vinham estimulando o crescimento de redes de varejo no segmento de construção.

Conforme as vendas despencaram, as companhias recorreram a um agressivo corte de despesas para preservar as margens de lucro.

O resultado surge um dia após a rival Lowe's Cos anunciar planos de frear planos de expansão na América do Norte e fornecer uma projeção desanimadora para o atual trimestre, à medida que os consumidores adiam obras em suas residências.

Para o ano fiscal, a Home Depot prevê que o lucro por ação oriundo de operações contínuas varie de estável a alta de 7 por cento, contra estimativa anterior de estável a declínio de 7 por cento.

Sem considerar itens extraordinários, a companhia espera que o lucro por ação a partir de operações contínuas recue de 15 a 20 por cento.

A Home Depot informou ainda que estima que as vendas se retraiam em cerca de 9 por cento neste ano.

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASHOMEDEPOTRESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.