Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Honda antecipa parada no Brasil por escassez de peças do Japão

A Honda vai antecipar parada para manutenção de equipamentos em sua fábrica de carros no Brasil depois que os terremotos e tsunami que atingiram o Japão em março prejudicaram a cadeia de suprimento de componentes.

REUTERS

26 de abril de 2011 | 12h41

A parada da fábrica de Sumaré (SP), que estava agendada para ocorrer em julho, foi antecipada para ocorrer entre 23 de maio e 3 de junho, informou a companhia nesta terça-feira.

Segundo a assessoria de imprensa da montadora no Brasil, é a primeira vez que a montadora tem que antecipar uma parada por risco de falta de componentes. A empresa informou que a escassez ocorre principalmente em componentes eletrônicos, que atualmente equipam uma série de sistemas dos veículos como transmissão automática e injeção eletrônica.

A fábrica de Sumaré produz os sedãs Civic e City e o monovolume Fit a um ritmo de 650 a 680 veículos por dia. Apesar do Civic ter um índice de nacionalização de peças de 70 por cento e o City e o Fit de 80 por cento, a montadora afirma que a antecipação da parada foi decidida por haver chance de "desabastecimento de componentes a partir do mês de maio".

Segundo a assessoria de imprensa da companhia, os estoques da marca são suficientes para atender o período de parada. A Honda normalmente faz duas paradas para manutenção por ano, uma em julho e outra em dezembro.

Na segunda-feira, a também japonesa Toyota avisou que vai parar sua fábrica em Indaiatuba (SP), que produz o sedã Corolla, por três dias ao longo das próximas quatro semanas, cortando a produção em cerca de 1.200 veículos, por causa da falta de peças de fornecedores do Japão.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Tudo o que sabemos sobre:
AUTOSHONDABRASIL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.