Hypera/ Divulgação
Hypera/ Divulgação

Hypera paga R$ 500 milhões para encerrar processo de arbitragem

Negócio de venda de fraldas descartáveis foi fechado em 2017 pela companhia, que então era denominada Hypermarcas

Márcia Furlan, O Estado de S.Paulo

15 de setembro de 2021 | 19h27

A Hypera informou nesta quarta-feira, 16, que foi encerrado o processo de arbitragem que corria junto à Câmara de Comércio Internacional (CCI) relativo ao desinvestimento do negócio de fraldas descartáveis, em 2017. A Hypera disse que o pagamento decorrente do acordo não altera as projeções financeiras do ano 2021 nem os investimentos previstos. 

O encerramento se deu após acordo fechado com as empresas Falcon Distribuidora, Armazenamento e Transportes e Ontex Group NV, que prevê o pagamento pela Hypera de R$ 500 milhões à Falcon em razão de certos aspectos relacionados à operação, explicou a companhia. 

A venda do negócio de fraldas da então Hypermarcas para o grupo belga foi acertada no fim de 2016 e concluída no ano seguinte. O negócio, à época, foi fechado por cerca de R$ 1 bilhão. A maior parte das marcas era voltada à classe C e tinha custo mais baixo. 

O desinvestimento, à época, fez parte de um processo de vendas de categorias – incluindo várias marcas de cosméticos e alimentos – para que a empresa se tornasse essencialmente uma marca de medicamentos.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.