Hyundai Steel vê recuperação do mercado de aço no 2o semestre

A sul-coreana Hyundai Steel espera que o mercado de aço se recupere na segunda metade do ano, liderado por uma retomada nos setores automotivo e de construção, apesar dos altos preços do petróleo, fraca demanda chinesa e problemas da dívida na zona do euro, disseram executivos.

MEEYOUNG CHO, REUTERS

29 de março de 2012 | 07h40

O diretor de marketing da Hyundai Steel, Ham Young-chul, disse à Reuters nesta quinta-feira que a demanda sazonal ajudará a recuperação do mercado após o primeiro trimestre e espera que os esforços de restauração no Japão também tenha impacto no consumo de aço.

"A demanda geral após o inverno (do Hemisfério Norte) parece aumentar, ajudando os preços do mercado a melhorarem neste trimestre e o índice nos setores de construção a mostrarem alguma recuperação", disse Ham.

"Vai levar algum tempo para se sentir uma recuperação no mercado, provavelmente na segunda metade deste ano", estimou. "A demanda no setor automotivo deve aumentar em 600 mil a 700 mil toneladas ano a ano", acrescentou.

Siderúrgicas na Ásia e na Europa têm cortado a produção nos últimos meses, pois a desaceleração da economia global reduziu a demanda e cortou os preços do aço.

De acordo com o executivo, a Hyundai Steel planeja manter sua taxa operacional na capacidade máxima, buscando produzir 16,5 milhões de toneladas combinadas de aço bruto e de produtos neste ano, ante 16,2 milhões no ano passado.

O segundo maior grupo siderúrgico da Coreia do Sul, unidade da Hyundai Motor Group, fornecerá 3 milhões de toneladas de aço neste ano para Hyundai Motor e Kia Motors, ante 2,4 milhões de toneladas em 2011, disse Ham.

(Por Meeyoung Cho)

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIAHYUNDAIMELHORA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.