Ibama libera licença para operações da Petrobrás no campo de Lula

Autorização possibilita realização de teste de longa duração na área nordeste, para continuidade da avaliação dos reservatórios do pré-sal

Ayr Aliski, da Agência Estado,

23 de fevereiro de 2011 | 19h37

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) informou há pouco que emitiu licença de operação autorizando o Teste de Longa Duração (TLD) na área de Tupi, Polo Nordeste, no Campo de Lula, nas áreas do pré-sal dos blocos BM-S-9 e BM-S-11, na Bacia de Santos.

Segundo informa o Ibama, o campo já tem autorização para produzir por meio do Projeto Piloto de Tupi. A nova licença permite um teste de longa duração na área nordeste, para continuidade da avaliação dos reservatórios do pré-sal, com o FPSO (navio-petróleo) BW Cidade de São Vicente.

FPSO é a sigla, em inglês, de Floating Production Storage and Offloading, ou seja, "unidade flutuante de armazenamento e transferência", um tipo de navio utilizado pela indústria petrolífera. Esse tipo de plataforma produz, armazena e transfere petróleo e gás.

Tudo o que sabemos sobre:
IbamaTupipré-sal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.