Iberdrola mantém perspectiva depois de 1o semestre estável

A espanhola Iberdrola reiterou perspectivas para o todo o ano depois que uma forte produção de hidroeletricidade e crescimento de operações no exterior ajudaram a empresa a lidar com o impacto negativo de mudanças regulatórias no mercado espanhol no primeiro semestre.

REUTERS

23 de julho de 2014 | 08h09

A companhia, terceira maior companhia elétrica da Europa em valor de mercado, afirmou que o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) somou 3,75 bilhões de euros no primeiro semestre, em linha com o resultado obtido no mesmo período do ano passado e com estimativa média do mercado.

A empresa segue prevendo Ebitda de 6,6 bilhões de euros em 2014 e lucro líquido de cerca de 2,2 bilhões.

O lucro líquido da Iberdrola no primeiro semestre caiu 13 por cento, para 1,5 bilhão de euros, pressionado pelas mudanças regulatórias que elevaram impostos e reduziram subsídios.

A dívida total do grupo encerrou junho em 25,7 bilhões de euros, queda de cerca de 8 por cento sobre um ano antes. A empresa afirmou que tem 10 bilhões de euros em liquidez, suficiente para cobrir suas necessidades financeiras pelos próximos 35 meses.

(Por Tracy Rucinski)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAIBERDROLARESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.