Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Iberia tem prejuízo menor no 1o semestre, demanda se recupera

A espanhola Iberia apresentou um prejuízo semestral menor que o esperado, com a demanda de viagens e cargas se contrapondo ao impacto negativo das cinzas vulcânicas em abril.

TRACY RUCINSKI, REUTERS

27 de agosto de 2010 | 09h34

A Iberia, que planeja se unir à British Airways antes do fim do ano, apresentou um prejuízo operacional de 72 milhões de euros (92 milhões de dólares) nos seis meses até junho, superando a estimativa de analistas de prejuízo operacional de 88 milhões de euros.

"Além da recuperação esperada na demanda de tráfego, o que puxou o bom resultado foi a melhora significativa nos yields", disse Elena Fernandez, analista da corretora Ahorro Corporación.

Os yields da companhia aérea --receita proveniente de cada passageiro por milha percorrida-- subiu 7,8 por cento, puxados pelo tráfego em longas distâncias, particularmente nas rotas latino-americanas.

A Iberia estima um prejuízo de aproximadamente 20 milhões de euros decorrente da paralisação aérea pela nuvem de cinzas vulcânicas que emergiu da Islândia em abril, mas analistas afirmam que o impacto não foi tão ruim.

A receita da companhia subiu 2,8 por cento, para 2,23 bilhões de euros na primeira metade do ano, enquanto as perdas líquidas diminuíram para 21 milhões de euros à medida em que a empresa continua a implementar um restrito controle de custos.

Uma pesquisa feita pela Reuters previa receita semestral de 2,2 bilhões de euros e prejuízo líquido de 41 milhões de euros.

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASIBERIARESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.