IBGE e Conab elevam previsão de safra em 2013

Projeção do IBGE subiu 2%, para 185 milhões de toneladas; Conab estima safra em 184,1 milhões de toneladas 

Fernanda Nunes, da Agência Estado,

09 de maio de 2013 | 09h21

O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de abril projeta uma safra de 185,0 milhões de toneladas em 2013, com aumento de 2,0% sobre o levantamento de março. Se confirmada, a safra será 14,2% superior à de 2012, quando foi de 161,9 milhões de toneladas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Para a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção nacional de grãos na safra 2012/13 está estimada em 184,15 milhões de toneladas, o que corresponde a um aumento de 10,8% em relação ao período anterior (166,17 milhões de toneladas).

Conforme os técnicos da Conab, esse resultado representa um incremento de 17,98 milhões de toneladas entre os dois períodos e se deve, sobretudo, às culturas de soja e milho segunda safra, que apresentam crescimento nas áreas cultivadas de 10,7% e 15,6%, respectivamente. Segundo a Conab, as condições climáticas favoreceram as culturas, apesar da estiagem e do excesso de chuva em algumas áreas.

A soja permanece como o grande destaque, com produção estimada em 81,51 milhões de toneladas, um crescimento de 22,8% sobre as 66,38 milhões de toneladas da safra 2011/12.

O milho segunda safra também tem bom desempenho, com colheita projetada em 43,19 milhões de t, aumento de 10,4% sobre as 39,11 milhões de toneladas da safra anterior. Este volume supera a produção do milho primeira safra, estimada em 34,81 milhões de toneladas.

O arroz é outro grão que teve crescimento da produção (3%), ao passar das 11,6 milhões de toneladas para 11,95 milhões de toneladas.

Em contrapartida, foi muito fraco o desempenho da produção de algodão em pluma, que deve diminuir 32,8%, para 1,26 milhão de t, em comparação com 1,88 milhão de t em 2011/12.

A produção total de feijão (são três safras por ano) deve registrar queda de 2,1%, de 2,919 milhões de t para 2,856 milhões de t. A primeira safra reduziu 20,3%, para 985 mil t. A segunda safra, a mais importante em volume, deve aumentar 13,9%, para 1,211 milhão de t. Já a terceira safra deve apresentar elevação de 6,6%, para 659,7 mil t.

Trigo

A Conab estima que a área plantada com trigo na safra 2013/14 deve apresentar incremento de 5,9%, para 2,007 milhões de hectares, em comparação com 1,895 milhão de hectares em relação ao exercício anterior. Conforme os técnicos da estatal, a recuperação de área tem relação com a melhoria dos preços na safra anterior que induziu o aumento do plantio. A produção nacional de trigo para o exercício 2013/14 deverá alcançar 5,144 milhões de toneladas, representando aumento de 19,6% em relação à safra passada, "caso o quadro climático, particularmente nos dois principais Estados produtores nacionais (Rio Grande do Sul e Paraná), transcorra dentro de um padrão de normalidade", avaliam os técnicos.

O diretor de Política Agrícola e Informações da Conab, Sílvio Porto, e o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, vão detalhar os resultados a partir das 10 horas, em Brasília.

Tudo o que sabemos sobre:
IBGEsafra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.