IBM lucra US$ 3,39 bi no 2º trimestre

Receita da gigante de tecnologia, no entanto, decepcionou e ação caía 3,9%

Regina Cardeal, da Agência Estado,

19 de julho de 2010 | 18h03

O lucro da International Business Machines (IBM) subiu 9,1% no segundo trimestre, com a gigante de tecnologia sendo beneficiada pelo aumento na receita com software e serviços e forte demanda nos mercados em crescimento. A IBM apresentou lucro líquido US$ 3,39 bilhões, ou US$ 2,61 por ação, no segundo trimestre, de US$ 3,1 bilhões, ou US$ 2,32 por ano, em igual período do ano passado. A receita subiu 2% para US$ 23,72 bilhões.

No afterhour, às 17h55 (de Brasília), a ação da IBM caía 3,92% para US$ 124,70 porque o crescimento da receita não foi tão forte quanto se esperava. Os analistas esperavam lucro de US$ 2,58 por ação e receita de US$ 24,17 bilhões.

A companhia também informou que espera que seu lucro este ano suba para "pelo menos" US$ 11,25 por ação, em seu segundo aumento na projeção. Em abril, a IBM projetava lucro de pelo menos US$ 11,20. Wall Street esperava um aumento levemente maior, já que, na média, os analistas preveem lucro de US$ 11,27, segundo pesquisa da Thomson Reuters.

A companhia, que se beneficia há anos de ter centrado suas atividades em software e serviços, distanciando-se de hardware, tem afirmado que planeja ser mais agressiva em relação às aquisições. Outro foco da empresa é vender tecnologia e serviços em mercados emergentes como Rússia, Brasil, Índia e China.

A IBM disse que a receita dos mercados em crescimento cresceu 14% no segundo trimestre e representou 20% do total. No primeiro semestre do ano, a receita dos mercados em crescimento se igualou ao total dos países da zona do euro pela primeira vez. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IBMsoftwarelucroaçãoprojeções

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.