IBM não pede suspensão de decisão favorável a Amazon

A IBM retirou a sua proposta para suspender a decisão judicial favorável a Amazon a respeito de um contrato de computação em nuvem de US$ 600 milhões concedido pela

AE, Agencia Estado

31 de outubro de 2013 | 03h45

Agência Central de Inteligência (CIA), informou a Bloomberg News nesta quarta-feira.

O Departamento de Justiça comunicou em documentos judiciais que um atraso causaria "danos para os Estados Unidos", disse a agência de notícias.

Um porta-voz da IBM disse em um comunicado que "em função das observações recentes do governo, enfatizando sua necessidade de avançar com o contrato, a IBM retirou o seu pedido de suspensão da decisão judicial", informou a Bloomberg. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
euaibmamazoncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.