IBP sugere que Brasil evite julgamento precipitado da Chevron

O Brasil deveria evitar julgamentos precipitados, disse nesta quarta-feira o presidente do Instituto Brasileiro do Petróleo (IBP), João Carlos de Luca, ao mencionar o acidente da Chevron no campo de Frade, na bacia de Campos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.