IEA: preço agrícola sobe 1,87% na terceira semana de novembro

São Paulo, 22 - Os preços agrícolas subiram 1,87% na terceira semana de novembro, com recuperação de 1,66 ponto porcentual em relação semana anterior. O índice de Preços Recebidos pelos agricultores (IPR) manteve tendência de alta, em virtude da elevação dos preços dos produtos de origem animal, bem como dos preços do café e da cana-de-açúcar. O levantamento é do pesquisador Nelson Batista Martin, do Instituto de Economia Agrícola (IEA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo. Dos 19 produtos analisados pelo pesquisador, oito apresentaram crescimento no preço (banana, café, cana-de-açúcar, laranja, aves, boi, ovos e suínos), enquanto nove tiveram reduções (algodão, amendoim, arroz, batata, cebola, milho, soja, tomate e leite). O destaque de alta foi o preço dos ovos (mais 10,62%) e a queda mais expressiva ocorreu na cebola (menos 38,46%). Conforme a pesquisa, entre os produtos de origem vegetal, o aumento nos preços das frutas e da cana-de-açúcar superou a redução nas cotações das olerícolas e dos grãos, elevando o preço do grupo em 0,72%. Já no segmento animal, o aumento nas cotações de boi, ovos, aves (frango) e suínos elevou os preços do grupo em 3,94%. O resultado foi a alta de 1,87% no IPR. Nelson Martin salienta que "o preço do milho continua em queda em plena entressafra, induzindo à redução na área plantada da cultura no verão da safra 2004/05." A supersafra americana, que provocou forte queda nas cotações internacionais do produto, praticamente torna inviável a continuidade das exportações do milho brasileiro, conclui o pesquisador. EVOLUÇÃO DO ÍNDICE DE PREÇOS RECEBIDOS (IPR) -------------------------------------------QUADRISSEMANA VARIAÇÃO (%)-------------------------------------------3ª quadrissemana/novembro 1,872ª quadrissemana/novembro +0,211ª quadrissemana/novembro +1,48-------------------------------------------4ª quadrissemana/mês de outubro +0,153ª quadrissemana/outubro +1,392ª quadrissemana/outubro +2,621ª quadrissemana/outubro +0,68-------------------------------------------4ª quadrissemana/mês de setembro +0,773ª quadrissemana/setembro +1,502ª quadrissemana/setembro +0,721ª quadrissemana/setembro +0,68-------------------------------------------4ª quadrissemana/mês de agosto +2,013ª quadrissemana/agosto +3,272ª quadrissemana/agosto +3,381ª quadrissemana/agosto +4,25-------------------------------------------4ª quadrissemana/mês de julho -1,643ª quadrissemana/julho -3,352ª quadrissemana/julho -1,621ª quadrissemana/julho -1,99-------------------------------------------4ª quadrissemana/mês de junho +2,273ª quadrissemana/junho +2,612ª quadrissemana/junho +1,591ª quadrissemana/junho +1,92-------------------------------------------Fonte: NBM/IEAVARIAÇÃO NA 3ª QUADRISSEMANA DE NOVEMBRO-------------------------------------------PRODUTO VARIAÇÃO (%)-------------------------------------------Algodão -2,86Amendoim -6,78Arroz -5,00Banana 0,58-------------------------------------------Batata -11,11Café 6,28Cana-de-açúcar 4,55Cebola -38,46-------------------------------------------Feijão -4,94Laranja 2,25Milho -3,33Soja -3,77-------------------------------------------Tomate -22,73Trigo 0,00Aves 6,67Boi gordo 2,48-------------------------------------------Leite 0,00Ovos 10,62Suínos 2,15-------------------------------------------Fonte: NBM/IEAVARIAÇÃO DOS PREÇOS POR GRUPO-------------------------------------------GRUPO VARIAÇÃO (%)-------------------------------------------Grãos + café -2,53Frutas 2,08Olerícolas -19,52Produtos de Origem Vegetal 0,72Produtos de Origem Animal 3,94-------------------------------------------Total do IPR 1,87------------------------------------------- Fonte: NBM/IEA

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.