IGP-M mostra queda do álcool e da gasolina no IPC e no IPA

São Paulo, 28 - A Fundação Getúlio Vargas (FGV) informou hoje que os preços do álcool - em todas as suas variedades ligadas aos combustíveis - e da gasolina apresentaram queda nos indicadores que compõem o Índice Geral de Preços ao Mercado (IGP-M) em junho. De acordo com a instituição, as reduções foram observadas no Índice de Preços por Atacado (IPA), que representa 60% do índice geral, e no Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que representa 30%.No atacado, o álcool hidratado recuou 9,50%, ante variação zero verificada em maio e foi um dos principais fatores que impediram uma alta maior do IPA, que variou 0,01%, ante queda de 0,09% no mesmo período de comparação. O preço da gasolina nas distribuidoras, em junho, caiu 0,07%, contra uma alta de 0,33% no mês passado. Já o álcool anidro, que é utilizado na mistura para a formação da gasolina, apresentou baixa de 11,55%, ante alta de 0,13%.Quanto aos preços ao consumidor, a FGV informou que o preço do álcool combustível caiu 4,91% em junho nos postos, após subir 2,08% em maio. No mesmo período de análise, a gasolina recuou 0,61%, ante alta de 0,44%.De acordo com o coordenador de Análises Econômicas da FGV, Salomão Quadros, por meio da análise que pode ser feita do preço do álcool nas distribuidoras e por conta da safra da cana-de-açúcar, a tendência é que ainda seja observada a continuidade no repasse do declínio de preços ao consumidor. Em contrapartida, os valores do combustível no atacado devem, segundo ele, não repetir as mesmas quedas de junho, mas ainda poderão continuar em níveis satisfatórios para o comportamento da inflação.

Flavio Leonel

15 de julho de 2007 | 12h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.