Importação caiu em 5 dos 23 grupos de produtos na 1ª quinzena de julho

Brasília, 16 - Dos 23 principais grupos de bens importados pelo país, apenas cinco apresentaram desempenho negativo nas duas semanas de julho deste ano, em relação à média diária de julho de 2006. As compras externas de produtos siderúrgicos caíram 9,8%, as de cobre, 3,2%, as de papel e celulose recuaram 8,6%, as de algodão, 18,9%, e as bebidas e álcool, 4,3%. As outras 18 categorias garantiram o crescimento de 21,3% na média diária de importações do período, na comparação com julho de 2006.As compras externas de combustíveis e lubrificantes - produtos que mais pesam na importação brasileira - cresceram 21,4%. Em seguida, aparecem dois importantes capítulos de bens de capital - os equipamentos mecânicos, com aumento de 20,9%, e os equipamentos elétricos e eletrônicos, de 6,6%. As importações de aeronaves e suas peças apresentaram o porcentual de crescimento mais expressivo, de 137,7%, e superaram as taxas de crescimento de dois itens de consumo e/ou insumos - os peixes e crustáceos, com 74,9% de aumento, e os cereais, com 67,7%. Os veículos e partes apresentaram crescimento de 10,7% nas importações.

Denise Chrispim Marin

16 de julho de 2007 | 18h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.