Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Imposto para ricos pode gerar receita de US$ 20 bi por ano para EUA

Segundo Warren Buffett, proposta de imposto da Casa Branca afetaria apenas 50.000 americanos

Renan Carreira, da Agência Estado,

30 de setembro de 2011 | 14h03

A proposta do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, de aumentar os impostos para americanos que ganham US$ 1 milhão ou mais por ano pode gerar uma receita anual de US$ 20 bilhões, disse Warren Buffett na Bloomberg Television.

O investidor, que é presidente e executivo-chefe da Berkshire Hathaway, afirmou que recebeu algumas reclamações por causa do apoio dele à medida de que haja impostos mais altos para os americanos mais ricos. Porém, disse que muitas pessoas expressaram apoio a ele.

A proposta de imposto da Casa Branca, disse Buffett, afetaria apenas cerca de 50.000 americanos e "aumentaria (a receita anual) talvez em 20 bilhões por ano". "Pessoas que fazem dinheiro apenas com dinheiro pagam impostos baixos em meio a altos níveis de renda", disse. A economia não vai sofrer com a proposta do presidente Obama, afirmou.

Ainda em relação à economia, Buffett disse: "Nós estamos com uma recuperação em andamento. Não estamos em qualquer nova recessão". Ele acrescentou que a maioria dos negócios da Berkshire "estão indo bem".

Sobre o programa de recompra de ações da Berkshire, Buffett foi questionado sob quais condições a companhia executaria a recompra. "Se a ação estiver barata, nós vamos comprá-la. Se não, não vamos comprá-la", afirmou. Ele acrescentou que, "se o preço (da ação) for atrativo, nós podemos gastar muito dinheiro" na recompra das ações da Berkshire.

A Berkshire amealhou um total de cerca de US$ 4 bilhões em ações ordinárias de várias companhias ao seu portfólio no terceiro trimestre, disse Buffett.

Questionado se algum dos bancos na zona do euro tem abordado ele sobre algum investimento, Buffett afirmou que recebeu "muito, muito poucas" abordagens. Ele disse, porém, que não haveria muitas chances de a Berkshire poder ajudar. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.