Inadimplência derruba lucro do banco ABC Brasil

A inadimplência voltou a subir e, devido a isso, o Banco ABC Brasil elevou as provisões para devedores duvidosos, o que contribuiu para uma queda de 5,8% no lucro líquido da instituição no terceiro trimestre em relação ao mesmo período do ano passado, para R$ 55,1 milhões. A queda da taxa Selic também teve efeito negativo no lucro líquido do banco, ao reduzir a remuneração de seu patrimônio líquido.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

30 Outubro 2012 | 12h53

O saldo com PDD subiu para R$ 190 milhões ao final do terceiro trimestre, 45% acima do saldo registrado no terceiro trimestre de 2011, quando estava em R$ 131 milhões, e 9% superior ao saldo do segundo trimestre, de R$ 174 milhões, disse o vice-presidente e diretor de relações com investidores do Banco ABC Brasil, Sergio Lulia.

No balanço do banco, as despesas com PDD do terceiro trimestre estava em R$ 32,8 milhões, 33,6% acima do terceiro trimestre de 2011 e 14,6% superior ao do segundo trimestre.

Sob efeito da queda da taxa Selic, o patrimônio líquido remunerado pelo CDI caiu 11,3% no terceiro trimestre em comparação ao segundo e 33,6% em relação ao terceiro trimestre de 2011, para R$ 28,4 milhões.

Lulia observou, no entanto, que na comparação com o segundo trimestre o lucro líquido da instituição ficou praticamente estável, com o efeito negativo das provisões e da taxa Selic compensados pelo crescimento das receitas com clientes.

De acordo com o balanço do terceiro trimestre divulgado nesta terça-feira, a margem financeira com clientes subiu 9,3% no terceiro trimestre ante o segundo trimestre e 3,9% em relação ao terceiro trimestre de 2011, para R$ 98 milhões. As receitas com prestação de serviços aumentaram 9,5% no terceiro trimestre em relação ao segundo e 17% ante o terceiro trimestre do ano passado, para R$ 35,2 milhões.

Mais conteúdo sobre:
ABC Brasil balanço terceiro trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.