Inadimplência entre consumidores sobe 14,2% em outubro, aponta Serasa

A inadimplência entre consumidores brasileiros cresceu 14,2 por cento em outubro sobre um ano antes, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pela Serasa Experian, que disse enxergar reflexos da conjuntura econômica mais difícil no resultado apurado no mês.

REUTERS

12 de novembro de 2014 | 10h50

No acumulado dos dez primeiros meses do ano, a inadimplência teve alta de 5,1 por cento ante igual período do ano passado. No entanto, na comparação com setembro deste ano, a inadimplência em outubro caiu 1,0 por cento.

Para a Serasa Experian, a alta anual tem como pano de fundo um cenário econômico adverso, com juros mais altos e inflação elevada.

Em comunicado, a entidade disse que o recuo na comparação mensal, por sua vez, reflete "a maior cautela dos consumidores nestes últimos meses em assumir novos endividamentos, priorizando a quitação de dívidas".

No detalhamento por tipos de dívida, as não bancárias, que envolvem contas de cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços, caíram 3,7 por cento em outubro ante setembro.

Por outro lado, os títulos protestados e os cheques sem fundo cresceram, respectivamente, 10,4 por cento e 4,3 por cento na mesma base de comparação, enquanto as dívidas junto a bancos tiveram alta de 0,5 por cento.

(Por Renan Fagalde, edição de Marcela Ayres)

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASINADIMPLENCIACONSUMIDOR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.