Incêndio em tanques de combustíveis chega ao terceiro dia em Santos

Um incêndio em uma instalação de armazenamento de combustível perto do porto de Santos, o maior do país, entrou em seu terceiro dia neste sábado, com os bombeiros trabalhando contra o relógio para evitar que as chamas se espalhem.

REUTERS

04 de abril de 2015 | 13h13

Três tanques na instalação da Ultracargo ainda estavam em chamas, menos que os cinco de sexta-feira. Os trabalhadores da empresa, que é de propriedade do Grupo Ultra, foram retirados e não houve vítimas, disse a empresa.

Explosões foram ouvidas na quinta-feira de manhã na instalação, rapidamente se transformando em um incêndio que criou uma espessa coluna de fumaça negra. Bombeiros resfriaram tanques próximos com água para impedir a propagação do incêndio.

"Muito difícil o combate, são 3 tanques que ainda estão pegando fogo", disse o Corpo de Bombeiros de São Paulo em sua conta no Twitter.

O tráfego foi desviado em torno do local, bloqueando uma das rodovias para o porto. Caminhões que transportam soja e outras commodities ainda podiam acessar o porto por meio de uma segunda rodovia, disse uma porta-voz da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) na sexta-feira.

(Por Walter Brandimarte)

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASULTRACARGOINCENDIO2*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.