Índia terá carro popular com preço de US$2.500

A montadora indiana Tata Motors anunciousua iniciativa mais arrojada: um carro custando apenas 2.500dólares, menos da metade do preço do carro mais barato naquelemercado. O modelo foi batizado de "carro do povo". A iniciativa da Tata de produzir carros pequenos e baratosnasceu de suas observações do mercado local, onde milhões depessoas frequentemente acomodam famílias de até 4 pessoas, maisa bagagem, em motocicletas. "O produto já ganhou muita atenção internacional", afirmouMohit Arora, diretor-gerente da empresa de pesquisa indianaJ.D. Power Asia-Pacific. "É um grande negócio para a Tata Motors, e será registradonos livros de história, seja um sucesso ou não". A Volkswagen, Toyota Motor Corp, Honda Motor e Fiat jáafirmaram ter planos de fabricar carros de baixo custo. "Toda montadora global percebeu a necessidade de estar nosmercados emergentes com um modelo como esse para as massas",afirmou Ashutosh Goel, analista do setor automotivo daEdelweiss Securities. "Globalmente, os altos preços do petróleo estão acelerandoas vendas de carros pequenos e compactos. Desenvolvimentosregulatórios sobre a emissão de C02 na Europa e problemas decongestionamento e estacionamento estão reforçando essamudança". disse o analista do setor Asvin Chotai. O "carro do povo" da Tata terá quatro lugares, motor de 600cilindradas e produção inicial de 250 mil unidades. A empresa pode também exportar o carro, que seria destinadoprovavelmente para a África, América do Sul e Central, pontuouChotai.MUMBAI (Reuters) - A montadora indiana Tata Motors anunciou suainiciativa mais arrojada: um carro custando apenas 2.500dólares, menos da metade do preço do carro mais barato naquelemercado. O modelo foi batizado de "carro do povo". A iniciativa da Tata de produzir carros pequenos e baratosnasceu de suas observações do mercado local, onde milhões depessoas frequentemente acomodam famílias de até 4 pessoas, maisa bagagem, em motocicletas. "O produto já ganhou muita atenção internacional", afirmouMohit Arora, diretor-gerente da empresa de pesquisa indianaJ.D. Power Asia-Pacific. "É um grande negócio para a Tata Motors, e será registradonos livros de história, seja um sucesso ou não". A Volkswagen, Toyota Motor Corp, Honda Motor e Fiat jáafirmaram ter planos de fabricar carros de baixo custo. "Toda montadora global percebeu a necessidade de estar nosmercados emergentes com um modelo como esse para as massas",afirmou Ashutosh Goel, analista do setor automotivo daEdelweiss Securities. "Globalmente, os altos preços do petróleo estão acelerandoas vendas de carros pequenos e compactos. Desenvolvimentosregulatórios sobre a emissão de C02 na Europa e problemas decongestionamento e estacionamento estão reforçando essamudança". disse o analista do setor Asvin Chotai. O "carro do povo" da Tata terá quatro lugares, motor de 600cilindradas e produção inicial de 250 mil unidades. A empresa pode também exportar o carro, que seria destinadoprovavelmente para a África, América do Sul e Central, pontuouChotai.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.