Índice de atividade de Chicago sobe 1,2% em abril

Trata-se do número mais elevado do índice desde dezembro de 2008

Ricardo Gozzi, da Agência Estado,

27 de maio de 2010 | 13h23

Uma elevação acentuada da produção de aço auxiliou a atividade manufatureira na região Meio-Oeste dos Estados Unidos no mês de abril, informou o Federal Reserve de Chicago. O índice de atividade industrial do Meio-Oeste, elaborado pelo Fed de Chicago, avançou 1,2% em abril, indo a 85,2.

Trata-se do número mais elevado do índice desde dezembro de 2008. O índice ficou em 84,2 em março, 1,5% a mais que no mês anterior, prossegue a instituição.

O dado é a mais recente evidência de que a economia norte-americana está em modo de recuperação. O relatório vem à tona no mesmo dia em que o governo anunciou que o produto interno bruto dos EUA aumentou 3,0% em termos anuais durante o primeiro trimestre.

Todos os quatro grandes setores industriais que compõem o índice avançaram em abril, com a produção das siderúrgicas apresentando os maiores ganhos.

A produção de aço foi 2,9% maior em abril, depois de ter avançado 2,2% em março. Em termos anuais, a produção de aço do meio-oeste subiu 15,8%, acima do avanço nacional de 11,0%. Somente em abril, a produção norte-americana de aço aumentou 1,9%.

As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
produçãoatividadeChicago

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.