Índice de Preços ao Produtor sobe 1,65% em maio, diz IBGE

Em maio, 19 das 23 atividades que integram o IPP registraram aumento de preços, em especial as atividades de fumo, equipamentos de transporte e produtos químicos

Daniela Amorim, da Agência Estado,

29 de junho de 2012 | 09h21

RIO - O Índice de Preços ao Produtor (IPP), divulgado nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), subiu 1,65% no mês de maio. O instituto revisou para cima a taxa de abril, que tinha ficado em 1,38% e agora passou para 1,46%. Até maio, o indicador acumula altas de 3,32% no ano e de 4,73% em 12 meses.


Em maio, 19 das 23 atividades que integram o IPP registraram aumento de preços. Em abril, 21 atividades tinham registrado alta. 

As três maiores altas de maio ocorreram nas atividades de fumo (6,94%), outros equipamentos de transporte (4,48%) e outros produtos químicos (3,19%). A maior queda foi em impressão (-5,03%). 

Em termos de impacto para a taxa de 1,65% do IPP no mês passado, sobressaíram-se alimentos (0,59 ponto porcentual), outros produtos químicos (0,34 ponto porcentual), metalurgia (0,14 ponto porcentual) e refino de petróleo e produtos de álcool (0,13 ponto porcentual).

Tudo o que sabemos sobre:
IPPIBGEpreçosprodutos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.